aumentar rendimento

Como aumentar rendimento dos investimentos sem mexer na carteira?

Quando você monta uma carteira de ativos, busca a diversificação. A regra de ouro do mercado financeiro visa à maior rentabilidade, em equilíbrio com o menor risco possível. No entanto, sempre existem formas de aumentar o rendimento dos seus investimentos. O ponto-chave é como fazer isso.

Nesse momento, é importante analisar o seu perfil e os seus objetivos. Afinal, o retorno prometido nunca deve ser o único fator considerado. Porém, é preciso criar estratégias que melhorem o rendimento geral da carteira, sem mexer nela.

Quais são as possibilidades? Vamos mostrar, neste post. Então, que tal conferir as ideias e colocá-las em prática?

Quais são os fatores que impactam o rendimento da carteira?

Ao formar a sua carteira de investimentos, diferentes fatores devem ser considerados. Essa é a única forma de fazer uma alocação de ativos que equilibre risco e retorno. Aliás, esses são dois dos principais aspectos que impactam o rendimento das aplicações financeiras.

Afinal, o risco se refere ao seu nível de tolerância a perdas. Por sua vez, o retorno representa o potencial de ganhos com o investimentos. Esses dois critérios têm relação direta com o perfil de investidor. Isso porque os conservadores priorizam a segurança, enquanto os arrojados buscam a rentabilidade. Por sua vez, o moderado opta pelo equilíbrio.

Mais do que isso, risco e retorno são úteis para entender as características do investimento. Por exemplo, o Tesouro Direto é seguro, mas oferece uma rentabilidade mais baixa do que o Certificado de Depósito Bancário (CDB). Ou seja, dentro da mesma categoria (renda fixa), é possível identificar oportunidades melhores.

Além desses fatores, outros interferem de forma a aumentar o rendimento da carteira. Veja quais são os principais:

  • frequência dos aportes: a constância dos depósitos é a regra para quem deseja acumular patrimônio. Quanto maior for o valor, melhor. Porém, é importante manter a disciplina, mesmo que seja com uma quantia mais baixa;
  • juros compostos: o aumento do rendimento depende diretamente desse fator. Inclusive, essa é a “mágica” das aplicações financeiras. Afinal, você ganha mais, quanto mais elevado for o prazo e o valor investido;
  • liquidez: a possibilidade de resgatar o dinheiro a qualquer momento faz com que a rentabilidade do investimento seja mais baixa. Portanto, se você alocar o capital em várias aplicações com essa característica, a rentabilidade tende a ser menor;
  • inflação: o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é danoso para o rendimento da sua carteira. Quanto mais alto for o impacto desse fator, pior será para o acúmulo de dinheiro. Isso porque você perder poder de compra. Portanto, é preciso sempre avaliar esse aspecto para garantir o chamado ganho real.

Perceba que, dentro desses critérios, ainda existem outros. Por exemplo, os juros compostos incluem o prazo da aplicação. Esse é outro fator relevante. Portanto, é importante entender que a sua análise sempre deve ser holística.

aumentar rendimento

Como aumentar seus rendimentos sem mexer na carteira?

Os fatores acima evidenciam o que precisa ser feito para aumentar o rendimento das suas aplicações financeiras sem mexer na carteira. De toda forma, compilamos as dicas, a seguir. Confira.

Invista a longo prazo

O período dos investimentos é crucial para ter uma boa rentabilidade. O ideal é deixar o dinheiro aplicado pelo máximo de tempo possível, ou seja, até a data de vencimento. Por isso, vale a pena fazer um planejamento de longo prazo e que esteja de acordo com o seu nível de tolerância ao risco.

Apenas se lembre de que essa dica só é válida se você já tiver uma reserva de emergência. Além disso, é preciso ter certeza de que não precisará resgatar o valor em poucos dias. Assim, você conseguirá usar os juros compostos a seu favor. O resultado é a formação de um patrimônio sólido.

Faça aportes frequentes

Os depósitos de dinheiro em investimentos também ajudam a aumentar rendimento da carteira. Essa regularidade garante o crescimento constante do valor alocado. Novamente, os juros compostos agem de maneira favorável e garantem que a sua rentabilidade seja cada vez maior.

Por isso, é necessário controlar o seu orçamento e usar aquela regra de “pagar” os investimentos antes. Em outras palavras, a ideia é primeiro fazer o aporte mensal, e só depois quitar as contas e usar o dinheiro para outras finalidades.

Leve em conta seus objetivos

As metas definidas de curto, médio e longo prazo sempre devem ser analisadas antes você criar sua estratégia para aumentar rendimento sem mexer na carteira. Afinal, nem todas são compatíveis com uma rentabilidade elevada.

Quer um exemplo? Se você tem mais de 35 anos e busca formar todo o capital necessário para a sua aposentadoria, é indicado priorizar a segurança. A mesma ideia vale para a construção da sua reserva de emergência.

Tenha uma boa carteira inicial

A carteira sempre deve ser diversificada. Para que ela tenha qualidade, dê atenção a essa regra. Por isso, vale a pena aplicar em diferentes categorias de ativos. Assim, é possível aumentar o rendimento geral.

Além disso, cuide do tripé dos investimentos. Ele é formado por rendimento, segurança e liquidez. Ao pensar nesses três aspectos, você garante que a sua carteira inicial tenha potencial. A partir disso, pode aplicar as outras dicas.

Conte com especialistas

A dica é sempre ter uma empresa especializada para ajudar na tomada de decisões. Essa recomendação é válida, mesmo se você já tem conhecimento sobre o mercado financeiro. Isso porque o processo fica mais fácil e seguro.

Por isso, é importante ter o suporte de um banco de investimentos. Assim, você pode tirar suas dúvidas e encontrar as melhores oportunidades, de acordo com todos os fatores a serem considerados.

Como escolher bons investimentos?

Para definir quais são os melhores investimentos para você, é importante explorar as alternativas do mercado. Além de considerar o tripé das aplicações financeiras e as outas dicas que apresentamos, avalie todos os produtos disponíveis.

Alguns deles, por exemplo, isentam o pagamento do Imposto de Renda (IR). Portanto, a sua rentabilidade aumenta. Esse é o caso das Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e do Agronegócio (LCA). Ainda é válido seguir outras recomendações, como:

  • faça seu planejamento financeiro;
  • considere seus objetivos;
  • diversifique sempre;
  • tenha disciplina e paciência;
  • acompanhe os investimentos da sua carteira e o mercado.

Além disso, é importante reforçar a importância de ter a ajuda de profissionais especializados. Eles farão você equilibrar todos esses aspectos e ter uma carteira de ativos formada por aplicações financeiras sólidas.

O resultado é a possibilidade de aumentar rendimento da sua carteira sem precisar mexer nela. Você ainda consegue agregar valor e ter a sua vida financeira sob controle.

E você, quer entender melhor sobre como é possível aumentar o rendimento da sua carteira? Veja como o custo de oportunidade ajuda na escolha do investimento.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.