efeito manada

O que significa efeito manada nos investimentos e como fugir dele?

Se você estuda sobre investimentos e acompanha o mercado financeiro, provavelmente, já ouviu falar em algo chamado de efeito manada. Afinal, esse é um termo relativamente comum nessa área.

Nos últimos anos, por causa da popularização da troca de informações sobre o mercado financeiro na Internet, cresceu o número de exemplos negativos desse erro nas finanças.

Quer saber mais sobre o efeito manada nos investimentos e como se proteger dele? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que é o efeito manada nos investimentos?

Apesar de ser mais conhecido no mercado financeiro, o efeito manada não tem necessariamente a ver com dinheiro. Trata-se de um fenômeno psicológico que estimula as pessoas a fazerem a mesma coisa que os seus pares estão fazendo. Ou seja: é uma espécie de gatilho mental interno que nos leva a fazer o mesmo que as outras pessoas para nos encaixarmos em sociedade e sobreviver.

Pense, por exemplo, em um ser humano antes sequer de vivermos em sociedade. Se víssemos alguém correndo em desespero (tanto um humano, quanto um animal), poderíamos supor que havia perigo em algum lugar. Talvez um predador, por exemplo.

Assim, certos gatilhos seriam despertados em nosso cérebro para repetir aquele comportamento antes sequer de poder raciocinar e compreender a situação. Afinal, se perdêssemos 10 segundos para pensar poderíamos perder a vida para um predador.

Portanto, é seguro dizer que o efeito manada até teve sua importância na evolução da Humanidade. No entanto, seus resquícios em nosso cérebro podem trazer comportamentos negativos na vida moderna e até mesmo dar margem para que existam tantos golpes financeiros em investimentos.

Quais os riscos de seguir o efeito manada ao investir?

efeito manada

Existem muitos riscos em se seguir o efeito manada na hora de decidir como montar a sua carteira de investimentos. Esses problemas variam desde pequenos contratempos, como prejuízos aceitáveis, até mesmo questões estruturais graves, como o surgimento de bolhas.

O principal problema desse fenômeno psicológico é o fato de sermos levados a comprar um ativo ou assumir uma posição que, talvez, não tenha fundamentos tão sólidos quanto achávamos inicialmente.

Ou seja: como vemos nossos amigos comprando um certo título ou uma determinada ação, vemos notícias no jornal sobre como é vantajoso adquirir esse ativo e recebemos dezenas de propagandas de que “agora é a hora”, acabamos seguindo o grupo e assumindo a mesma posição que eles.

No entanto, logo de cara, isso faz com que a rentabilidade do investimento seja prejudicada. Afinal, se você está entrando em uma aplicação no “meio da onda”, então já não vai pegar o potencial total dela. Esse é um dos menores riscos.

Depois disso, é possível ter uma série de prejuízos. Afinal, se as pessoas estão entrando na posição não por causa de uma tomada de decisões racional e fundamentada, mas sim pelo efeito, então elas logo liquidarão aquele ativo. Assim, como haverá mais gente vendendo do que comprando, o movimento se inverterá e o ativo vai se desvalorizar.

O maior dos riscos, no entanto, é o de estar dentro de uma bolha quando ela estourar. Já existiram dezenas de grandes bolhas no mercado financeiro e a queda de todas elas sempre foi significativa.

Normalmente, quando uma bolha estoura, pessoas podem perder muito dinheiro, inclusive as economias de uma vida. Afinal, muitos são convencidos a entrar em uma onda em crescimento pelo efeito manada e podem direcionar todo seu dinheiro para algo que vai estourar em breve. Nesse caso, os prejuízos podem ser grandes demais.

Como fugir do efeito manada nos investimentos?

Ok, agora que já vimos o perigo do efeito manada no mundo financeiro, é hora de aprender como se proteger desse fenômeno psicológico. Afinal, dá para evitá-lo, não é mesmo?

Claro que sim! No entanto, exige muito esforço e disciplina. Veja a seguir algumas dicas que podem ajudar!

Invista com base no seu perfil

Cada pessoa tem um perfil de investidor específico. Isso significa que, na prática, cada um lida com a relação entre risco e recompensa de uma forma específica. Portanto, não existe um investimento que seja adequado para todas as pessoas do mundo, já que cada ativo tem um determinado risco e oferece uma rentabilidade em específico.

Dessa forma, não vale a pena sair do seu perfil de investidor atual para buscar “ativos da moda”, por mais atraentes que eles pareçam. Mantenha-se na sua zona de aplicações, onde se sente confortável para aplicar.

Se quiser, separe uma determinada quantia para investimentos mais arriscados, se considerar que isso vale a pena. No entanto, nunca aplique mais do que esse seu capital de risco e nem faça com que ele seja grande demais.

Faça decisões racionais

O efeito manada é muito mais próspero com investidores que tomam decisões por impulsos. No mercado financeiro, isso pode ser muito perigoso, uma vez que as consequências negativas podem acabar com as suas economias.

Portanto, antes de decidir comprar ou não um ativo, entrar ou não em uma posição, tome distância da situação e pense de maneira racional. Ao esfriar o corpo das emoções, ficará mais fácil decidir se aquele é ou não um bom investimento para você.

Estude o mercado consistentemente

O efeito manada prospera no desconhecido. Afinal, o fato de não saber se havia ou não um predador ali é que fazia com que nossos antepassados se movessem rapidamente.

Por isso, quanto mais você estudar o mercado financeiro, menos propenso a entrar nesse fenômeno psicológico você estará. Isso porque você já entenderá o funcionamento de mecanismos e verá a situação de maneira racional desde o início.

Além disso, o estudo constante permitirá que você possa diversificar sua carteira com inteligência, evitando correr riscos desnecessários e garantindo que sua estratégia terá mais chances de sucesso.

Faça pesquisas sobre ativos

Caso seja abordado com uma proposta irrecusável para “investir no ativo da moda”, faça uma pesquisa por conta própria para saber a verdade da situação. Isso ajudará a evitar que você caia em golpes financeiros ou entre em bolhas, colocando o seu patrimônio em risco.

Conte com a ajuda de quem realmente entende do assunto

Quando for investir o seu dinheiro, conte com a ajuda de especialistas que realmente entendam do assunto. Evite ir na onda de comentários de amigos, conhecidos e familiares, especialmente em reuniões de fim de semana. Normalmente, essa pressão de pessoas próximas pode levar a entrar em uma bolha, por exemplo.

Pronto! Agora você já sabe mais sobre o efeito manada nos investimentos e aprendeu algumas dicas sobre como se proteger dele. Lembre-se de que o senso comum pode ser muito útil em algumas situações, mas necessariamente não é o seu melhor amigo no mercado financeiro. Na verdade, fugir dele pode ser um diferencial interessante para conseguir mais sucesso, já que você estará fugindo também da alta volatilidade.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe-o nas redes sociais e marque seus amigos que possam se interessar pelo assunto!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.