estresse financeiro

Estresse financeiro: aprenda como lidar com esse problema!

Todos nós vivemos situações estressantes ao longo da vida, seja nos nossos relacionamentos, no nosso trabalho ou com o nosso dinheiro, elas sempre aparecem. No entanto, o que vai definir o seu sucesso nas decisões tomadas não é a presença ou ausência desses problemas, mas, sim, como você lida com os acontecimentos, como o estresse financeiro, por exemplo.

O dinheiro está entre a maior causa de preocupação para a maioria das pessoas. Usamos ele para pagar as contas da casa, elevar nosso padrão de vida, fazer aquele investimento almejado, abrir e gerenciar nossos negócios e uma infinidade de outras coisas. Mas, quando a nossa fonte de recursos atravessa alguma instabilidade, como podemos enfrentar com tranquilidade o estresse financeiro?

É isso o que você vai descobrir agora. Boa leitura!

O que é o estresse financeiro?

estresse financeiro

O estresse é uma condição praticamente inevitável, pela qual todos nós passamos em algum momento das nossas vidas. Às vezes, ele está relacionado a situações muito específicas, como problemas com dinheiro, por exemplo. Nesses casos, ele é chamado de estresse financeiro e pode tirar o sono de muita gente, atrapalhando na sua capacidade de tomar boas decisões para sair dessa situação.

O estresse financeiro normalmente surge acompanhado de algum risco emergente, que coloca uma pessoa ou empresa sob estado de alerta. No entanto, quando esse nível de estresse se mantém muito alto, pode prejudicar a situação financeira no longo prazo, afinal, a pessoa não consegue ter clareza suficiente para encontrar alternativas que solucionem o problema.

Quais são suas principais causas?

Diversos agentes podem desencadear uma situação de estresse financeiro. No entanto, eles geralmente decorrem de cinco sintomas recorrentes. Confira cada um deles a seguir.

Dívidas

As dívidas são um dos principais problemas causadores do estresse financeiro de pessoas e de empresas. Não conseguir pagar as contas gera uma sensação de extrema insegurança, além da preocupação envolvida. Com a ansiedade e a agitação que surgem junto da inadimplência e das cobranças, a tensão tende a aumentar, dificultando uma decisão inteligente para solucionar o impasse.

Busca pelo sucesso

Muitas pessoas tornam a busca pelo sucesso um fator motivador para o alcance dos seus objetivos. No entanto, para outras, essa procura acaba sendo fonte de uma pressão interna que resulta, principalmente, em estresse financeiro. Isso pode ser ainda mais significativo se a pessoa tiver a ideia de que o sucesso depende de novas aquisições (nem sempre necessárias), sejam objetos, formações, serviços ou quaisquer outras.

Medo de ficar sem dinheiro

Empregos fixos geram certa estabilidade e tranquilidade financeira. No entanto, quando essa condição é ameaçada, como em períodos de crise, é inevitável sentir a preocupação e o medo de ficar sem dinheiro. Um cenário de desemprego ou de pouca rentabilidade para quem conta com remuneração variável, por exemplo, pode ser um gatilho para o estresse financeiro.

Medo de envelhecer sem qualidade

Garantir o futuro também está entre as maiores causas pelas quais as pessoas querem conquistar uma certa segurança financeira. Chegar à velhice sem qualidade de vida pode se tornar uma preocupação suficiente para gerar estresse financeiro e afetar as decisões do dia a dia que podem ajudar a alcançar o objetivo de uma aposentadoria tranquila.

Medo de baixar o padrão de vida

É possível estabelecer um bom padrão de vida a partir de uma vida financeira confortável e tranquila. No entanto, muitas pessoas têm medo de passar por um período mais restrito e ter que abrir mão da qualidade da sua casa, do seu carro ou dos itens de consumo, por exemplo. Portanto, mesmo os fatores como o aumento do custo de vida pela inflação podem provocar uma situação estressante.

Como lidar com o estresse financeiro e com as mudanças de mercado?

Para não passar pelas situações que você acabou de conferir, mesmo com as mudanças de mercado, é preciso estar preparado para se proteger contra algumas oscilações. Confira nossas principais dicas a seguir!

Tenha um fundo de emergência

Um primeiro passo importante para se proteger da instabilidade financeira e evitar o estresse é tendo uma reserva, um fundo de emergência para aqueles momentos mais delicados. Para isso, calcule algo que cubra seus custos por um período entre 3 a 6 meses, garantindo que você consiga atravessar emergências com tranquilidade.

Faça um diagnóstico da sua situação

Analise a sua situação e conheça os principais aspectos envolvidos no seu orçamento. Isso ajudará você a definir suas prioridades financeiras. Liste suas dívidas e conheça o seu montante, depois, procure elaborar estratégias para quitá-las e trabalhe diariamente para isso, evitando noites de sono mal dormidas.

Entenda os hábitos que podem gerá-lo

Você gasta o seu dinheiro de acordo com as suas emoções. Por isso, na hora de resolver suas contas, pode ficar confuso descobrir de onde veio tanto gasto. Para evitar esse tipo de situação, entenda quais são os hábitos que estão gerando os maiores dispêndios e reveja, entre eles, quais são prioritários e os que podem ser deletados.

Procure ajuda de quem entende

Não pense duas vezes antes de procurar ajuda de quem entende para resolver suas contas. Isso pode fazer toda diferença na sua saúde financeira e também no seu bem-estar no dia a dia. Portanto, converse com o seu gerente de conta ou com o responsável na empresa para a qual você deve, essas pessoas ajudarão você a quitar suas dívidas da maneira mais fácil.

Mantenha a sua organização financeira

Evitar a bagunça com o seu dinheiro é a melhor maneira de organizar seu orçamento e prevenir o estresse financeiro. Portanto, tenha um controle detalhado de tudo o que você consome. Isso ajudará a ter uma visão ampliada das suas contas, contribuindo para que você entenda o que está drenando suas reservas. Se for preciso buscar uma maneira de levantar renda extra, é aqui que essa necessidade vai aparecer.

Estude o mercado de forma aprofundada

Investir o seu dinheiro também é uma maneira inteligente de evitar o estresse financeiro. No entanto, para que isso funcione como o esperado, será preciso que você se aprofunde nos seus estudos sobre o mercado, mitigando riscos e ampliando suas chances de ganho, tanto no curto quanto no longo prazo.

Por que é importante saber lidar com isso?

Saber lidar com o estresse financeiro também é uma forma de desenvolver a sua inteligência emocional. O mercado é extremamente oscilante e pode variar muito com o decorrer do tempo. Em algumas situações, isso favorecerá você. Em outras, nem tanto.

Quem se apavora e realmente surfa a onda do estresse, acaba experimentando um desgaste absurdo, que pode afetar sua vida pessoal, seus relacionamentos e até a sua saúde. É por essas razões que é importantíssimo saber lidar com os riscos e a perturbação financeira quando ocorrem imprevistos.

Uma boa preparação para evitar crises pode mitigar os riscos de problemas futuros, garantindo escolhas mais inteligentes para o seu dinheiro e proporcionando uma vida financeira mais tranquila.

Agora que você já sabe como ficar longe do estresse financeiro, abra a sua conta no ABC e conte com a gente para ajudar nessa preparação que comentamos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.