golpes financeiros

Descubra como evitar golpes financeiros em investimentos!

Ter que lidar com as dores de cabeça e os prejuízos causados pelos diversos tipos de golpes financeiros é algo que ninguém quer, já que isso pode por abaixo todo o planejamento traçado para ver o dinheiro render. Os números comprovam essa realidade: de acordo com pesquisas divulgadas no final de 2019, mais de 11% dos brasileiros já foram vítimas de investimentos fraudulentos.

Por isso, a prevenção é a melhor saída para evitar essas situações. Isso começa por entender quais são os principais golpes e saber como se prevenir contra eles. Justamente o que vamos fazer neste post, que pode ser de grande valia para quem quer se precaver — o que nunca é demais! Continue a leitura!

Quais os golpes financeiros mais comuns?

O primeiro passo para a prevenção é entender quais riscos nos cercam no dia a dia. É bem provável que você já tenha se deparado com esses golpes em algum momento da sua vida, ou mesmo conhecido alguma vítima. Logo, acompanhe abaixo quais são as formas mais comuns de tirar seu dinheiro das formas criminosas praticadas hoje em dia.

Pirâmides financeiras

É difícil encontrar um golpe financeiro mais conhecido do que as pirâmides financeiras. As pirâmides financeiras também são chamadas de esquemas de Ponzi (sobrenome do estelionatário italiano que popularizou o golpe, no começo do século XX). Elas consistem em uma estrutura que garante recursos aos indivíduos que estão no topo por meio da entrada de novos integrantes na base do esquema.

Para dar ares de legalidade ao sistema, é comum que os operadores da pirâmide vinculem a entrada de novos participantes à compra e venda de um produto ou serviço que quase nunca existe.

O problema reside no fato de que o número de pessoas que pode fazer parte de uma pirâmide é limitado e, em determinado momento, ela começa a ruir. Isso faz com que apenas quem está no topo lucre, deixando os demais membros no prejuízo.

Pirâmides financeiras podem ser enquadradas em diversos crimes: os mais frequentes são contra a economia popular, contra o sistema financeiro e contra o mercado de capitais, além de estelionato.

Transações envolvendo criptomeodas

As criptomoedas (que têm o Bitcoin como seu exemplo mais famoso) são a principal inovação quando o assunto é transação de valores, uma vez que elas descentralizam esse processo de forma muito segura. A recente valorização desses ativos fez, inclusive, com que elas se tornassem formas de investimento, ainda que bastante arriscadas.

Em um primeiro momento, não há nada de ilegal com as criptomoedas. No entanto, elas podem fazer parte de golpes ou, pelo menos, servir como isca para atrair possíveis vítimas.

Entre os crimes mais comuns estão a oferta de criptomoedas falsas, o roubo de moedas de carteiras digitais, ou mesmo, esquemas de pirâmide que usam esses ativos como pretextos para o ingresso de novos participantes.

Falsos especialistas em investimento

Cair na conversa de supostos especialistas em investimento também pode se transformar em um grande problema. Eles impõem um discurso de autoridade e recomendam investimentos que, em um primeiro momento, se mostram promissores. Depois, podem se transformar em uma grande cilada.

Por isso, sempre que for necessário alguma assessoria para investir, conte apenas com profissionais certificados, com experiência e boa reputação, e que prezem pela transparência.

golpes financeiros

Como evitar cair em golpes?

Embora cada um desses crimes apresente suas particularidades, é possível adotar uma série de medidas que ajudam a se prevenir diante de diferentes práticas mal-intencionadas. Abaixo, indicamos algumas dessas estratégias.

Desconfie de ofertas muito tentadoras

Receber promessas de retornos altíssimos em pouco tempo e sem qualquer esforço ou risco ao investir não é normal. Por isso, um sinal de alerta deve ser disparado sempre que propostas tentadoras aparecerem.

Logo de cara, desconfie e dê um passo atrás. O mercado financeiro e os diversos tipos de aplicações têm regras bem claras e elas nunca envolvem ganhos altos, fáceis e rápidos.

Outros sinais de que uma proposta é boa demais para ser verdade e é apenas a fachada de um golpe são:

  • ausência de qualquer menção a riscos;
  • pouca burocracia;
  • contratos duvidosos, mal-feitos ou com erros de ortografia;
  • exigência de pagamentos antecipados.

Pesquise antes de novos investimentos

Pesquise sempre antes de fazer qualquer novo investimento, não ignorando questões, muitas vezes básicas, mas que podem fazer toda a diferença na hora de evitar problemas. Entre os principais aspectos a serem observados estão a forma de rentabilidade prometida, qual o aporte inicial necessário e qual o prazo da aplicação.

Além disso, veja se o investimento é regulamentado pela ANBIMA ou a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que supervisiona o mercado de capitais no país.

Na hora da pesquisa, use a internet a seu favor, mas sempre com parcimônia: boas fontes podem fornecer informações valiosas. Porém, cuidado com as informações enganosas que circulam pela rede.

Evite propostas que exigem pressa

Um recurso muito comum adotado pelos golpistas é o princípio da escassez. Assim, eles forçam a ideia de aquele investimento é imperdível e que, para aproveitar todas as condições, é preciso fazê-lo o quanto antes, sob o risco de ficar sem.

Isso faz com que seja tentador aproveitar a chance, uma vez que tendemos a fazer essa conexão entre baixa disponibilidade e alto valor. Logo, não deixe a irracionalidade tomar conta ao se deparar com situações do gênero.

Qual a importância da segurança cibernética ao investir?

Outro aspecto a ser observado para minimizar as chances de problema é manter boas práticas de segurança cibernética. Entre elas estão o cuidado com as senhas e e-mails suspeitos, a manutenção de sistemas operacionais, aplicativos e antivírus atualizados e a utilização de medidas adicionais de segurança, como tokens e verificação em duas etapas.

Evitar golpes financeiros passa por tomar medidas de prevenção de diferentes dimensões, desde ter cuidados básicos ao fazer transações pela internet até pesquisar bastante antes de investir em uma nova aplicação. Por isso, esteja sempre atento e tome todas as precauções necessárias.

Para continuar acompanhando nosso trabalho, siga-nos nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn e no YouTube.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.