Aprenda como funciona o Crédito Consignado e quem pode fazê-lo!

Todo mundo, em algum momento, já precisou de um dinheiro que não dispunha. Nessas horas, apesar da urgência, é importante pensar com calma e encontrar a solução mais saudável para suas finanças. Você sabe como funciona o Crédito Consignado?

Essa é uma das alternativas mais tranquilas para quem quer fazer um empréstimo sem causar grandes riscos ao seu orçamento. Ela oferece diversas vantagens em relação às outras opções, principalmente quando comparada ao cheque especial, o rotativo do cartão de crédito ou mesmo um empréstimo pessoal.

Se você quer saber mais sobre o assunto e entender como funciona o Crédito Consignado, se ele é ideal ou não para você, continue lendo e aproveite as informações.

O que é Crédito Consignado?

Manter bons hábitos financeiros é o que poderá salvar você de muitas situações desastrosas, como dívidas que viram verdadeiras bolas de neve e a falta de dinheiro para cobrir as contas mensais. Em muitos casos, saber como funciona o Crédito Consignado também pode dar uma mãozinha.

O Crédito Consignado é um de empréstimo realizado para pessoa física. Nessa modalidade, o pagamento das parcelas é descontado diretamente do contracheque, do benefício do INSS ou do holerite.

Ele facilita a obtenção de crédito para várias pessoas, desde servidores públicos, aposentados do INSS e até mesmo os funcionários de empresas privadas. Por ser menos arriscado para as instituições financeiras, ele conta com uma vantagem importante em relação aos demais: suas taxas são as menores do mercado!

Quais são as diferenças entre Crédito Consignado privado e público?

Para começar a entender a diferença entre eles, vamos iniciar tratando do funcionamento do Crédito Consignado privado. Ele é exclusivo para trabalhadores contratados pelo regime CLT e acontece por meio de um convênio firmado entre a empresa e uma Instituição Financeira.

A partir disso, o quadro de funcionários tem a possibilidade de tomar o empréstimo com taxas de juros reduzidas, desde que ele comprove seu vínculo e possa ter as parcelas descontadas da sua folha de pagamento.

O Credito Consignado é um direito garantido por lei ao trabalhador CLT. No caso dos servidores públicos, não é muito diferente. Nessa situação, o direito pode variar de um órgão para outro.

Como funciona o Crédito Consignado?

investimentos acima da inflação

Como você viu, o Crédito Consignado tem uma característica bastante diferente dos demais: o seu desconto acontece direto na folha. Isso significa que a parcela não é descontada de uma conta corrente. Logo, você não vai receber qualquer remuneração do seu empregador sem conseguir honrar com o compromisso.

O valor a ser liberado vai respeitar a chamada margem consignável, ou seja, aquele valor-limite do seu salário que pode ser comprometido para descontar as parcelas. Esse valor é fixado em, no máximo, 30% da remuneração líquida. Você também passará por uma análise de crédito para definir o valor disponibilizado e a quantidade de parcelas. Essa análise é feita a partir do score de crédito e do seu perfil financeiro.

Nem sempre precisar de um empréstimo é sinal de que as contas vão mal. Às vezes, é só em função de algum imprevisto de saúde ou de qualquer outra natureza, que pode chegar abalando um pouco as finanças.

É nessas situações que o Crédito Consignado é mais recomendado. Inclusive, se você já tiver um empréstimo desse tipo e precisar de outro, você pode conseguir, desde que respeite algumas condições, como o fato de que a soma das duas parcelas não pode ultrapassar 30% do seu rendimento mensal.

O que analisar antes de contratar?

Além de saber como funciona o Crédito Consignado, é importante entender o que precisa ser observado antes da contratação do empréstimo. Existe uma série de valores que podem onerar o serviço, como:

  • Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) — é um encargo obrigatório que deve constar no valor total do empréstimo;
  • Tarifa de cadastro (TC) — não é obrigatória, mas pode ser cobrada para cobrir alguns custos da pesquisa financeira do cliente.

Compare o custo-benefício entre as instituições. Observe as vantagens que você pode obter com cada uma e relacione-as com o preço cobrado. Também esteja ciente do valor que será descontado todo mês e como isso afetará o seu orçamento.

Por fim, mas não menos importante, atenha-se ao contrato e certifique-se de que não está sendo cobrado nada indevido, que pode elevar significativamente os custos.

Agora que você já sabe como funciona o Crédito Consignado e quais são os principais cuidados que você deve tomar ao contratar um, que tal ficar por dentro de outros conteúdos que podem beneficiar suas finanças? Siga-nos no Facebook e no YouTube e não perca nenhuma dica!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.