LCI e LCA

Entenda as diferenças entre LCI e LCA e saiba como investir

Você provavelmente já ouviu falar em certos tipos de investimento, como CDB, Tesouro Direto, debêntures, ações e fundos, não é verdade? Mas sabe também o que as siglas LCI e LCA significam? Podemos adiantar que esses investimentos podem ser mais vantajosos que muitos dos que citamos há pouco.

Por mais que muitos digam o contrário, a verdade é que, embora o valor da taxa Selic esteja a 5%, como foi decidido na última reunião do Comitê de Política Monetária (COPOM), a renda fixa ainda é uma excelente pedida para fazer seu dinheiro render. Principalmente por causa da segurança proporcionada e dos prazos disponibilizados.

Ficou interessado, mas ainda está cheio de dúvidas? Então, você chegou ao post certo! Acompanhe os próximos tópicos para aprender sobre LCI e LCA, incluindo até um passo a passo sobre como investir sem medo!

O que é LCI?

Sigla para Letra de Crédito Imobiliário, a LCI pertence ao grupo de investimentos de renda fixa emitidos pelas instituições financeiras. Funciona basicamente assim: você empresta um determinado valor ao banco, que, por sua vez, financia atividades ligadas ao setor imobiliário. Dessa forma, ele fomenta a construção de novos empreendimentos para suprir as necessidades de moradia da população. Em troca do montante fornecido à instituição, você receberá rendimentos de juros compostos.

Assim como no caso do Tesouro Direto, tal investimento oferece opções de rentabilidade pré-fixada e pós-fixada. No primeiro caso, os investidores sabem exatamente o valor que receberão no vencimento. No segundo caso, porém, a valorização dependerá do índice indexado, tal como o Certificado de Depósito Interbancário (CDI) ou a inflação.

O investimento mínimo pode oscilar de corretora para corretora. No entanto, normalmente, o valor mais utilizado para aplicar em LCI costuma ser de R$ 1000,00. Quanto aos prazos, é possível encontrar títulos de 90 a 1080 dias. Mas isso também dependerá da disponibilidade oferecida pela instituição que captará os recursos, de modo que quanto maior o prazo, maior será o rendimento.

O que é LCA?

Outro título de renda fixa com um funcionamento bem semelhante ao da LCI é a LCA, sigla para Letra de Crédito do Agronegócio. Nesse caso, o investidor empresta dinheiro para fomentar esse setor da economia: o agronegócio. Vale ressaltar que a data de vencimento e a rentabilidade são definidas no momento da compra, assim como acontece com a LCI.

Ao emprestar dinheiro para as instituições repassarem ao agronegócio, você ajuda os produtores a promoverem melhorias nas atividades agrícolas e agropecuárias, no capital de giro, nos investimentos em maquinários de ponta e assim por diante. Com isso, o Brasil consegue realizar bons negócios não só em nosso território, mas também no exterior, exportando soja, milho, gado e outras commodities.

Os indexadores são os mesmos aplicados na LCI e os prazos também giram em torno de 90 a 1080 dias, sendo possível escolher as melhores datas de acordo com seus objetivos de investimento. Com rentabilidades tanto pré-fixadas quanto pós-fixadas, do ponto de vista dos investidores, só mudará mesmo o setor ao qual o dinheiro será destinado.

Esses investimentos valem mesmo a pena?

Uma das grandes vantagens de investir em LCI e LCA é o fato de não haver tributação de Imposto de Renda. Uma vez que é vantajoso para a economia fomentar os mercados imobiliário e do agronegócio, o governo escolhe isentar esses títulos.

É uma excelente maneira de diversificar sua carteira de investimentos e, consequentemente, minimizar os riscos de aplicar seu dinheiro na renda fixa. Ainda mais em títulos emitidos por bancos com alta classificação.

A rentabilidade é próxima da taxa básica de juros. O benchmark mais utilizado é o CDI nas pós-fixadas, podendo até superar valores aplicados em outros títulos. Para você ter uma ideia, se investisse 5 mil reais a 90% do CDI tendo 2 anos de prazo, o lucro líquido seria de 5.450,72 reais ao final do período — 36,57 reais e 29,23 reais a mais que CDB e Tesouro Selic, respectivamente.

Outro benefício que chama a atenção é que tanto a LCI quanto a LCA estão seguras pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Assim, se o banco ou a corretora quebrar, você terá a chance de resgatar seu dinheiro, desde que esteja dentro do limite de 250 mil reais. Além disso, lembre-se de que há um período de carência desses títulos de renda fixa, que, portanto, só devem ser resgatados no vencimento.

Como investir em LCI e LCA?

Por mais que agora você já conheça um pouco mais sobre a relevância que LCI e LCA têm na economia, bem como as vantagens disponíveis para os investidores, provavelmente ainda está se perguntando: mas como iniciar, de fato, a aplicar nesses títulos? Confira um passo a passo rápido que preparamos com algumas dicas primordiais para você investir com consciência!

Defina metas e objetivos

O melhor a fazer é deixar o instinto um pouco de lado para focar em operações que realmente façam sentido na sua vida. Traduzindo: você precisa de estratégias fundamentadas para não aplicar seu dinheiro na empolgação. Busque um motivo que sustente sua intenção de investir em LCI e LCA, de modo que o valor aplicado sirva para uma meta específica, mensurável, relevante e atingível.

Abra uma conta para investimentos

Seja por meio de um banco emissor, seja via corretora de valores autorizada, é primordial que você abra uma conta especificamente para investimentos. Para tanto, o preenchimento de dados é muito simples e o envio da documentação necessária costuma ser feito de forma online, a fim de facilitar a vida dos investidores.

Estude as opções disponíveis

Nunca é demais bater nessa tecla: é preciso estudar bem o mercado e criar um hábito de educação financeira. Só assim é possível investir com consciência, sem tomar decisões precipitadas. Observe todas as opções disponíveis no menu do banco ou da corretora, faça simulações e foque em títulos com rentabilidade e prazos favoráveis para seus objetivos de vida.

Compre e acompanhe os resultados

Depois que transferir o dinheiro da sua conta-corrente para a conta de investimentos e partindo do princípio de que você já tem noção do título em que pretende investir, digite o valor que deseja e pronto! Sem nenhuma complicação, você acompanhará os rendimentos em sua carteira, facilitando seu planejamento orçamentário.

Como escolher uma boa LCI ou LCA?

LCI e LCA

O melhor investimento é aquele que se relaciona aos seus interesses. Isso deve ser considerado no momento de escolher uma boa LCI ou LCA. Portanto, o primeiro passo é entender o que você pretende fazer com o dinheiro:

  • Existe a possibilidade de você precisar do dinheiro com certa urgência?
  • Você tem uma reserva que cubra emergências sem ter que mexer nas aplicações em LCI e LCA?
  • Você está a par dos riscos do investimento e tem tolerância a eles?

Entenda melhor cada uma dessas variáveis a seguir:

Programe seus investimentos

A possibilidade de você precisar do dinheiro investido com certa urgência é algo que pode impactar significativamente os seus rendimentos com LCI e LCA. Por isso, é importante entender essa probabilidade já no momento de fazer a escolha do título.

Diferentemente de outros tipos de investimentos, a LCI e LCA não têm liquidez diária. Isso significa que o valor aplicado nelas só poderá ser resgatado após o vencimento acordado no momento da contratação. Dessa forma, é importante que você não conte com ele antes desse prazo.

Em alguns casos, você poderá se programar para resgatar o dinheiro em 3 ou 6 meses, por exemplo. Isso é ideal para quando você já tem uma destinação para esse valor em um prazo conhecido. Caso esse dinheiro não seja usado a médio prazo, você pode comprometê-lo por mais tempo.

Tenha uma reserva de emergência

Crie uma reserva de emergência na qual você possa mexer para cobrir as suas despesas em caso de imprevisto. Isso vai contribuir para que possa escolher uma boa LCI e LCA sem precisar se preocupar com o prazo de resgate.

Portanto, esse é um meio de se certificar que você não precisará mexer no dinheiro, podendo escolher um título com prazo maior, mas que renda mais, por exemplo.

Estude os riscos envolvidos

Ao escolher uma boa LCI e LCA é preciso acompanhar o mercado no qual os títulos estão inseridos. É assim que você vai entender se a perspectiva para o futuro é otimista ou pessimista. Logo, conhecimento e atualização constantes são parte do processo de escolha de uma boa aplicação financeira.

É claro que esse tipo de investimento é considerado seguro, de forma geral. O risco maior acaba sendo atrelado à instituição financeira, já que ela pode quebrar e encerrar suas atividades. Porém, ainda assim, é uma possibilidade remota. Nesse caso, existe a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito, que alcança até R$250 mil investidos por CPF.

Dificilmente o mercado imobiliário ou do agronegócio enfrentarão crises tão duras a ponto de colocar em cheque os investimentos feitos nesses setores. Logo, sua maior incumbência é realmente se certificar de que a instituição financeira não irá à falência no período do investimento.

Como você pode fazer esse tipo de investimento?

Tanto os bancos quanto as corretoras oferecem LCI e LCA. Portanto, tecnicamente, investir nessa modalidade é fácil. Você só precisa ser cliente ou ter uma conta em uma dessas instituições, depositar saldo suficiente para investir, escolher o título e emitir a ordem de compra. Pronto!

Mas é claro que isso não é tudo. Para escolher um bom título, fazer uma boa aplicação e obter bons rendimentos, você precisará tomar alguns cuidados. Confira os principais nos tópicos abaixo:

Avalie o mínimo a ser aplicado

O valor mínimo para ser investido em LCI e LCA é estipulado pelo banco ou pela corretora por meio do qual você vai efetuar a compra do título. No entanto, a maioria dessas instituições acaba instituindo entre R$5 mil e R$30 mil, apesar de já haver alguns exercendo mínimos bem menores do que esses.

Não existe nenhum órgão responsável por fazer a regulação desse valor no Brasil. Então, é interessante pesquisar antes de decidir a compra, especialmente se você tem montantes menores para investir.

Pesquise o tipo de título

A LCI e LCA respeitam prazos e retornos diferentes, de acordo com cada título. Em outras palavras, isso significa dizer que investir nesses títulos não é tudo a mesma coisa. As LCIs respeitam condições diferentes entre si, cada título com suas especificações, assim como as LCAs.

Por isso, observe sempre aqueles que estão mais associados às suas expectativas, ao seu perfil de investidor, à sua estratégia de investimento e, principalmente, aos seus objetivos financeiros. Não adianta você pegar um título com vencimento para daqui a três anos só porque ele promete uma alta rentabilidade, se você pretende usar o dinheiro para viajar nas suas próximas férias, por exemplo.

No fim, em vez de fazer uma boa escolha, você prejudicará o desempenho desse investimento. Percebe? É por isso que o melhor título sempre será aquele que está alinhado com a sua estratégia e objetivos.

Fique atento à rentabilidade

É claro que você não pode esquecer de atentar para a rentabilidade da sua escolha. O prazo de vencimento precisa estar alinhado com a sua estratégia e o investimento deve ser seguro, mas tão importante quanto isso é ficar ligado no retorno que o título está oferecendo.

Portanto, não se esqueça que, para ter um bom custo-benefício, qualquer investimento deve oferecer rendimentos atrativos. Vale pesquisar em diferentes instituições quais são as opções que estão sendo disponibilizadas e qual é a combinação de fatores mais vantajosa para você.

Por mais que você precise esperar um pouco mais para sacar seu dinheiro, talvez seja interessante optar por algum ativo que proporcione mais lucros ao final do período. Não há dúvida de que, para tomar essa decisão, seu planejamento orçamentário e de investimentos deve estar bem detalhado, para que você não acabe contando com esse montante antes da hora.

Não se esqueça: esse tipo de estratégia é válida para quando você já tem uma reserva de emergência, na qual possa mexer em caso de imprevistos financeiros.

Que fique como aprendizado que as letras de crédito são ótimas formas de aplicar seu dinheiro a médio e longo prazos, com segurança para você e utilidade para o país. De resto, é só optar por uma instituição de qualidade, a fim de obter o devido respaldo quanto a seus investimentos para acertar em cheio!

Invista seu tempo em fazer um planejamento financeiro detalhado, que proporcione todos os benefícios que a aplicação nesse tipo de título pode gerar. Lembre-se que uma carteira de investimentos de sucesso é composta, principalmente, por ativos que estejam alinhados à sua estratégia pessoal.

Gostou deste post e ficou interessado em investir em LCI ou LCA? Aproveite para abrir sua conta no ABC Personal, que é totalmente gratuita, e confira ofertas diferenciadas para esses produtos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.