prazo dos investimentos

Como funciona o prazo dos investimentos e como afeta seu dinheiro

Você tem em mente o prazo dos investimentos quando escolhe uma aplicação financeira? Se não, então essa é uma boa hora para mudar os seus hábitos. Afinal, a duração de um investimento está ligada à seus objetivos com ele, e muitas vezes também ligada ao seu rendimento.

Além de influenciar os ganhos do investidor, o prazo dos investimentos também tem impacto direto na estratégia de proteção financeira de cada um. Se você colocar a sua reserva de emergência em um CDB, por exemplo, é necessário que ele tenha liquidez diária para poder resgatá-la.

Não entendeu o que isso significa? Nunca tinha pensado na importância do prazo dos investimentos? Então siga a leitura deste artigo para dominar o assunto!

Todos os investimentos têm prazos estipulados?

prazo dos investimentos

Para compreendermos melhor o assunto deste artigo, precisamos definir alguns conceitos.

Um prazo de investimento é a data de vencimento da aplicação, ou seja, quando o recurso investido retornará para o investidor. Ou seja: o prazo determina a duração da aplicação. Para investimentos cuja rentabilidade é atrelada a juros compostos, quanto maior o prazo, maior será o ganho também. No entanto, nem todos investimentos têm prazos estipulados, alguns deles seguem indefinidamente.

Dentre as aplicações de Renda Variável, as ações são um bom exemplo de investimento sem prazo. Afinal, a não ser que você esteja fazendo Swing Trade ou Day Trade, não precisará vender uma ação que comprou até quando quiser.

Normalmente, as aplicações que contam com prazo de vencimento são os títulos públicos ou privados e letras de crédito. É importante ter em mente que nesses casos o prazo dos investimentos tem relação direta com os seus juros.

Quanto maior for o prazo, maior será o poder dos juros compostos no ganho do investidor. Além disso, os bancos e o Tesouro Nacional costumam oferecer juros nominais maiores para títulos de longo prazo, pois querem incentivar que o investidor mantenha seu dinheiro na aplicação por mais tempo.

Quais os principais investimentos de curto, médio e longo prazo?

Agora que já entendemos o que é o prazo dos investimentos, é hora de ver como as diferentes aplicações financeiras se classificam em relação a esse conceito. Antes disso, no entanto, precisamos considerar que alguns investimentos podem ser liquidados antes de o prazo vencer. Cada um deles tem suas regras e condições específicas, mas alguns possuem o chamado de liquidez diária, que possibilita ao investidor resgatar seu dinheiro quando desejar antes do prazo final do investimento.

Se você quer diversificar investimentos na sua carteira, é importante conhecer o prazo de todos eles e como aplicá-los corretamente. Veja isso a seguir!

Investimentos de curto prazo

Os investimentos de curto prazo são aqueles destinados a serem liquidados em poucos meses de aplicação. Normalmente, o prazo máximo desse tipo de aplicação é de 2 anos. Eles são indicados para ajudar o investidor a aumentar um pouco os seus ganhos para atingir objetivos de curto prazo ou algum sonho de consumo, como um novo computador, uma viagem ou uma troca de carro.

Alguns exemplos de investimentos de curto prazo são os seguintes:

  • Tesouro Selic (oferece liquidez);
  • CDB;
  • LCI e LCA (são livres de tributação de Imposto de Renda, algumas possuem liquidez ou podem ter prazo de meses de vencimento).

Investimentos de médio prazo

Os investimentos de médio prazo são aqueles com prazo entre 2 a 5 anos, normalmente com finalidade de aumentar um pouco o patrimônio do investidor ou atingir sonhos mais caros, como comprar uma casa.

Veja alguns exemplos:

  • LCI e LCA (apesar de existirem LCIs e LCAs de poucos meses, o prazo mais comum delas é de 2 a 5 anos);
  • Tesouro IPCA+ (essa modalidade de título do Tesouro Direto garante ao investidor retornos positivos acima da inflação quando levado até seu vencimento).

Investimentos de longo prazo

As aplicações de longo prazo são aquelas pensadas para gerar renda recorrente ou aumentar mais expressivamente o patrimônio do investidor, é normalmente também pensado para sua aposentadoria.

Quem não tem problema em esperar grandes períodos para receber costuma se dar bem com esse tipo de investimento. Além disso, as aplicações de Renda Variável também entram como investimento de longo prazo, pois não possuem data para serem liquidadas. Por isso, o investidor tem tempo para corrigir a estratégia caso tenha prejuízos.

Veja alguns exemplos:

  • Tesouro IPCA+ ou Prefixado (são títulos do Tesouro Direto importantes em uma carteira diversificada e focada em proteger o patrimônio do investidor no longo prazo);
  • Ações;
  • COEs;
  • Debêntures;
  • Fundos de investimento.

Como definir o prazo ideal para seus investimentos?

Antes de fazer uma aplicação financeira, é essencial que você esteja ciente de suas necessidades para saber prazo ideal de seus investimentos. Afinal, a duração deles tem impacto direto nos seus ganhos e na sua estratégia.

A melhor maneira de definir o prazo ideal para seus investimentos é pensar no seu objetivo. Por qual motivo você vai realizar essa aplicação?

Se o seu objetivo for uma aposentadoria tranquila, por exemplo, os investimentos de longo prazo são melhores por oferecerem potenciais maiores ganhos pelos juros compostos. Já se for precisar do dinheiro em algum momento nos próximos meses ou no ano, então um de curto prazo é a melhor opção.

Em seguida, é essencial conferir os riscos de cada aplicação e o seu próprio perfil de investidor. Isso serve para determinar qual investimento dentre as opções de cada prazo é o melhor para você.

Como deu para ver, o prazo dos investimentos é uma variável essencial que deve estar em mente na hora de aplicar. Afinal, não existe investimento errado: cada um é indicado para um perfil de investidor e uma meta específica.

Você busca por um investimento de baixo risco, curto prazo e que seja isento do Imposto de Renda? Então conheça agora mesmo as LCI e LCA e saiba como investir nelas!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.