previdência aberta e fechada

Qual é a diferença entre a previdência aberta e fechada? Tire suas dúvidas

A preocupação com a aposentadoria é comum à maioria dos brasileiros, embora o processo não pareça muito promissor para o futuro. Segundo a Pesquisa da Aposentadoria, somente 21% das pessoas do Brasil têm um plano formalizado para se aposentar. Mudar essa situação passa por aprender mais sobre o assunto, incluindo as diferenças entre Previdência Aberta e Fechada.

Na sociedade, está mais enraizada a diferença entre a Previdência Privada e a Pública. A primeira é aquela feita de maneira particular, com uma empresa seguradora. O cidadão contrata um plano e faz pagamentos regulares para a empresa, que depois faz o pagamento devido quando o cliente se aposenta. Já a segunda é a do INSS, com que praticamente todos os brasileiros contribuem e têm direito.

Mas e Previdência Aberta e Fechada? Que tipos são esses? Como eles funcionam? Qual é a melhor para você? A resposta para essas e outras dúvidas está a seguir. Boa leitura!

O que é Previdência Aberta e Fechada?

A Previdência Privada é um tipo de plano comercializado por bancos, seguradoras e outras instituições financeiras. Na prática, esse produto financeiro é regulamentado como uma modalidade de seguro e é dividido em duas fases diferentes.

A primeira delas é a Fase de Acumulação. É nela que o investidor realiza aportes no plano via pagamentos mensais. Sua duração depende de cada consumidor e de cada plano de fundos de pensão, mas normalmente é a maior fase de uma Previdência Privada. Ela pode durar décadas, muitas vezes, mais de 30 ou 35 anos.

Já a segunda é a Fase de Utilização. Nela, o cliente recebe o dinheiro que é fruto do seu investimento. Esse processo pode ser feito no formato de pagamentos mensais (com o dinheiro sendo retirado de um montante acumulado ou pago pela empresa como se fosse um seguro) ou de uma só vez.

No entanto, além dessas particularidades, toda Previdência Privada ainda pode ser classificada em Aberta ou Fechada. Veja, a seguir, a definição delas!

Previdência Aberta

É o tipo mais comum de Previdência Privada no mercado. Trata-se de um plano de pensão vendido por uma seguradora, banco ou instituição financeira para qualquer pessoa física ou jurídica.

Ele é gerenciado por uma seguradora, que usa o dinheiro do cliente para fazer investimentos (no modelo fundo de pensão) ou absorve os valores para, depois, fazer pagamentos mensais para o beneficiário, com base em sua expectativa de vida e contribuições (chamado de modelo atuarial).

Existem dois tipos de Previdência Aberta: a PGBL e a VGBL. A grande diferença entre eles é que a primeira opção permite descontar do Imposto de Renda os aportes feitos no plano em até 12% da renda bruta tributável do consumidor. No entanto, há cobrança de imposto no valor total do resgate do investimento.

Já na segunda opção, não é permitido abater os aportes do Imposto de Renda, mas a cobrança de imposto na hora do resgate é apenas sobre os rendimentos, e não sobre todo o dinheiro investido.

Previdência Fechada

A Previdência Fechada é um plano de pensão criado apenas para os funcionários de uma empresa específica ou determinada categoria de trabalho (por exemplo, somente para jornalistas ou professores).

Normalmente, os planos desse tipo de Previdência são opcionais e oferecidos como benefícios para os funcionários de uma empresa. Como não têm fins lucrativos, são mais baratos e acessíveis para os participantes.

Caso o funcionário saia da empresa (em caso de demissão ou de outra proposta de trabalho), ele pode manter os aportes feitos no plano ou solicitar uma portabilidade para a Previdência Fechada do seu novo emprego.

Qual é a diferença entre a Previdência Aberta e Fechada?

Na prática, os planos de Previdência Aberta e Fechada são semelhantes. As grandes diferenças entre eles estão em seu acesso e na lucratividade.

De um lado, os planos de Previdência Aberta são superacessíveis. Qualquer pessoa, física ou jurídica, pode se tornar cliente. Basta contratá-los e fazer o aporte mensal. Como são com fins lucrativos, são um pouco mais caros (com a remuneração sendo paga no formato de taxas sobre o rendimento).

Já os de Previdência Fechada são menos acessíveis, mas têm uma lucratividade maior (em teoria). Primeiro por causa do “match”: é uma prática comum em que a empresa ou sindicato que oferece o plano faz um pagamento complementar ao aporte do funcionário. Esse match pode ir de 10% a 100%, dependendo de cada caso. Por isso, os ganhos exponenciais são bem maiores.

Além disso, a Previdência Fechada tem taxas bem menores, normalmente, só de administração do fundo (ou nem isso, em alguns casos). Portanto, a lucratividade é maior.

Em qual situação cada proposta é mais indicada?

previdência aberta e fechada

Normalmente, a Previdência Fechada é a mais vantajosa por ter um rendimento maior (via match e taxas menores). No entanto, ela não está disponível para qualquer perfil de investidor. Depende muito de cada empresa e oferta de trabalho.

Portanto, nos casos em que a Previdência Fechada está disponível, ela é a opção mais atraente. Já quando a pessoa não tem essa possibilidade, o ideal é contratar um plano de Previdência Aberta.

Dentre os diferentes tipos de planos disponíveis (por exemplo, dois planos Abertos ou dois Fechados), a escolha deve ser feita considerando a opção que traz rendimentos maiores para o trabalhador no futuro.

Como essa escolha impacta nos resultados obtidos pelo investidor?

O impacto da escolha entre Previdência Aberta e Fechada é majoritariamente financeiro (e pode ser bem grande no longo prazo). Caso o investidor escolha a opção errada no começo de sua vida financeira, ele pode receber um valor bem menor do que o adequado quando for se aposentar.

Para se ter uma ideia do impacto disso, uma diferença de 3% de rendimento por ano pode resultar no investidor recebendo 44% a menos, ao fim de 30 anos. Isso, considerando o valor inicial e aportes exatamente iguais. Se os aportes forem diversos pelo “match” das empresas, a diferença é ainda maior.

Portanto, escolher entre Previdência Aberta e Fechada é muito importante. Agora que você já sabe como elas funcionam e quais as diferenças entre elas, pode fazer a opção mais adequada para seu contexto.

Uma opção muito vantajosa é fazer o seu próprio plano de fundo de pensão. Para isso, basta investir seu dinheiro em opções de Renda Fixa com alta lucratividade e segurança. Assim, você não paga a taxa de administração da seguradora e recebe um valor maior.

Nesse caso, o banco ABC Brasil pode ajudar. Nossos produtos de Renda Fixa são frutos de uma curadoria feita para selecionar excelentes opções de investimento. Nós também recebemos classificação de risco AAA, dada por agências internacionais, o que resulta em maior segurança.

Ficou interessado e quer fazer a sua aposentadoria investindo com o banco ABC Brasil, em vez de optar pela Previdência Aberta ou Fechada? Então, baixe nosso aplicativo agora mesmo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.